top of page

MRV deve interromper sequência de 26 trimestres de geração de caixa

Atualizado: 19 de abr. de 2019

A MRV Engenharia (MRVE3 $13,66), maior construtora residencial da América Latina, anunciou hoje os resultados preliminares e não auditados de seu desempenho no primeiro trimestre de 2019 (1T19).


Dentre os destaques:

  • (-) Menor geração de caixa em 6 anos (-R$ 19 milhões) vs R$ 86 milhões no 1T18;

  • (-) Vendas líquidas de R$ 1,309 bilhão (-14,7% vs 4T18 e +6,0% vs 1T18);

  • (+) Unidades vendidas: 8.665 (+2,8% vs 1T18);

  • (+) Unidades produzidas: 9.880 (+24% vs 1T18);

  • (+) Distratos em queda, atingindo 1.146 unidades vs 3.384 unidades no 1T15.

Com resultado negativo em R$ 19 milhões, a sequência de geração de caixa que perdurava por 26 trimestres consecutivos deve ser quebrada após a divulgação dos resultados oficiais da empresa. De acordo com a prévia, o efeito negativo é decorrente do contingenciamento do orçamento dos recursos do programa Minha Casa Minha Vida durante o 1T19 e de um repasse de volume abaixo do potencial, como consequência do período de transição do novo governo.


Fonte: Site de Relações com Investidores da MRV

Conforme divulgado pela construtora, a normalização iniciado em março deve contribuir para a retomada de geração de caixa a partir dos próximos períodos, tendo mitigado neste primeiro trimestre as baixas ocorridas em janeiro e fevereiro e contribuído para a consolidação de R$ 1,309 bilhão em vendas líquidas contratadas.


O aumento do número de unidades produzidas em 24% se deve, segundo a companhia, ao aumento da eficiência de seus canteiros através da redução do tempo de ciclo de produção, contribuindo para um maior giro do ativo e retorno dos projetos.


Seguindo uma curva de queda que permeia desde o começo de 2015, o número de distratos, apresentou redução de 38,15% ante o 1T18. O número resultou de grande contribuição do projeto Venda Garantida, onde a contabilização do negócio ocorre somente após a liberação do financiamento pelo banco ao comprador do imóvel, eliminando o risco de rescisão. Também por conta deste modelo, a MRV adiantou aos seus investidores que um volume substancial de vendas que ocorreram no 1T19 ainda não foram reconhecidas.

Evolução do número de vendas líquidas x distratos. Fonte: Site MRV

Com sólido market share no mercado de imóveis voltados para consumidores de baixa renda, a MRV deve ser amplamente beneficiada no longo prazo pela aprovação recente do programa Cadastro Positivo, uma vez que a medida sancionada pelo governo oferece maior transparência do histórico de adimplência da população. Dados do banco mundial sugerem que a implantação do cadastro aumente em 88% a taxa de aprovação de crédito e reduza a inadimplência em 43%.


Disclaimer: Todos os valores e justificativas apresentadas nessa publicação são baseadas na prévia divulgada pela empresa e não configuram recomendação de compra ou venda. Reiteramos nossa orientação de que o investidor amplie seu conhecimento antes de tomar uma decisão a respeito de qualquer ativo.

Comentários


bottom of page